Apostada em manter a liderança no domínio da valorização do conhecimento em Portugal e reforçar o seu posicionamento e prestígio no panorama internacional, a Universidade do Porto criou um novo órgão consultivo constituído por profissionais com uma larga experiência nos campos da inovação e empreendedorismo, a par de um forte conhecimento das realidades universitária e empresarial.

São ao todo 15 os membros do Innovation Advisory Board cuja reunião inaugural teve lugar no Clube Universitário do Porto no passado dia 16 de maio. Como na ocasião referiu Carlos Brito, pró-reitor para a Inovação e Empreendedorismo, “a missão deste grupo é desafiar-nos e fazer-nos recomendações que permitam lançar novas estratégias no âmbito do trabalho desenvolvido pela U.Porto Inovação sob a liderança da Eng. Maria Oliveira [coordenadora da U.Porto Inovação]”.

Os membros do Innovation Advisory Board são: Adélio Mendes (Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto), Ana Casaca (Grupo José de Mello), Carlos Martins (Galp), Cristina Freire (Faculdade de Ciências da Universidade do Porto), Filipe Araújo (Câmara Municipal do Porto), Francisco Banha (Gesbanha), Gonçalo Quadros (CriticalSoftware), João Barros (Veniam), Jorge Nascimento Rodrigues (Expresso), Jorge Portugal (COTEC), Leonor Trindade (INPI), Luís Filipe Reis (Sonae Financial Services), Luís Lopes (Presidência da República), Paula Panarra (Microsoft Portugal) e Senén Barro (Universidade de Santiago de Compostela).

Depois de uma primeira sessão de trabalho produtiva e rica em sugestões inovadoras, o próximo passo consiste na implementação dessas recomendações até à próxima reunião do grupo. Por essa razão, o Innovation Advisory Board é não apenas um consórcio de aconselhadores para a inovação, mas um parceiro estratégico atento à eficácia das ações que venham a ser implementadas. Desta forma, a universidade procura ir sempre mais além, criando uma cultura empreendedora capaz de dar resposta aos desafios de um mundo cada vez mais volátil, incerto, complexo e ambíguo.