Criou algo que acredita poder vir a ser comercializado? Nesse caso, a sua invenção deve ser protegida, podendo daí resultar benefícios para si e para a Universidade.

A U.Porto Inovação presta apoio no processo de registo de patente a nível nacional e internacional e também na procura de soluções para a exploração económica das invenções. Averiguamos as melhores alternativas para colocar no mercado o conhecimento e as tecnologias geradas na Universidade, quer através de acordos de licenciamento com empresas já constituídas ou a constituir, quer através da venda das próprias invenções.

Se é docente, investigador, funcionário ou agente da Universidade do Porto em exercício de funções (ou, não o sendo, pretende obter em colaboração com a U.Porto proteção para uma invenção) basta enviar-nos um Formulário de Comunicação de Invenção. 

COMUNICAÇÃO DE INVENÇÃO

O preenchimento e envio do formulário de comunicação de invenção é o primeiro passo que o inventor deve dar para iniciar o processo de proteção da sua invenção. 

Os inventores devem fazer chegar à U.Porto Inovação os seguintes documentos:

1) Formulário de Comunicação de Invenção:

Preenchido em língua inglesa.

2) Formulário Modelo 1:

O preenchimento deste documento é necessário para os elementos que desejem abdicar da titularidade da invenção, mantendo a sua qualidade de inventores. Estudantes da Universidade do Porto e/ou outras entidades singulares ou coletivas que colaboraram na invenção, e desejam adotar o Regulamento de Propriedade Intelectual da U.Porto devem preencher o Modelo 1.

3) Texto em língua Inglesa que descreva a invenção (desenhos, artigo em preparação, memorando);

4) Documentos de identificação pessoal

Uma cópia digital do Cartão de Cidadão (todos os elementos) e a cópia do registro do NIF - Número Fiscal (no caso de estrangeiros);

5) Enviar todos os documentos por e-mail para upin@reit.up.pt dentro da uma pasta .zip

No caso de dúvidas, pode  sempre solicitar informação adicional  através do telefone: +351 22 040 80 77.

 

 

Próximos passos

Até uma semana após o envio da comunicação de invenção, os inventores receberão uma mensagem com a indicação do número e gestor(a) do processo.

Posteriormente, é agendada uma reunião com os inventores para aferir a patenteabilidade da invenção. Nesta fase o gestor pode solicitar informações complementares sobre a tecnologia.

A análise à invenção vai permitir fundamentar a decisão de avançar ou não com a sua proteção legal.

Os principais critérios da análise à invenção são:

i) Patenteabilidade;

ii) Potencial comercial.

A comunicação dos resultados pode demorar até 90 dias.