A Immunethep continua a conquistar terreno além fronteiras.  Depois de ter recebido um grant da Fundação Bill & Melinda Gates, a empresa fundada na Universidade do Porto ficou em 1.º lugar na competição Empreendedor XXI, trazendo para casa 25.000 euros. A final do concurso teve lugar em Barcelona e a Immunethep foi a única empresa portuguesa premiada numa das cinco categorias (Ciências da Vida).

“O prémio empreendedor XXI é relevante para nós pelo seu carácter internacional e por ser reconhecido pela sua exigência conferindo-nos um selo de qualidade que nos permite abordar os investidores estrangeiros, em particular os espanhóis, com outra confiança”, referiu Bruno Santos, CEO da Immunethep.

O prémio monetário terá como destino o desenvolvimento dos produtos da empresa especializada no desenvolvimento de imunoterapias antibacterianas, nomeadamente da vacina PNV1. Para o CEO da empresa, contudo, um dos pontos mais importantes desta distinção é a visibilidade dada à tecnologia e à empresa o que, na sua opinião, “pode ajudar no levantamento de capital para a entrada em ensaios clínicos com a vacina”.

A Immunethep foi criada por alumni da Universidade do Porto e da Porto Business School e recebeu a chancela U.Porto Spin-off em 2017. Desde a sua fundação, em 2014, que se tem dedicado a combater uma das principais causas de morte em todo o mundo: as infeções bacterianas. Para isso, desenvolve imunoterapias antibacterianas capazes de proteger uma ampla gama de segmentos populacionais que vão desde recém-nascidos até idosos.

Já há quatro anos que a Immunethep tem vindo a realizar ensaios pré-clínicos com a sua vacina PNV1, a primeira capaz de prevenir infeções provocadas por todos os serotipos de um conjunto de bactérias, incluindo as multirresistentes. Foi desenvolvida no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) numa equipa liderada pela investigadora Paula Ferreira e da qual fazia parte Pedro Madureira, agora Diretor Científico da Immunethep.

Neste momento a Immunethep continua a apurar a sua investigação e está também a “levantar uma ronda de investimento que permitirá a entrada em ensaios clínicos com a vacina”, refere o CEO.

Sobre os Premios Emprendedor XXI

Promovidos pelo Banco BPI, em parceria com a Caixa Capital Risc (Criteria Caixa), a sociedade gestora de empresas de capital de risco da Fundação La Caixa, os Premios Empreendedor XXI  distinguem empresas portuguesas e espanholas, com menos de três anos de atividade e com elevado potencial de crescimento, que atuam em setores emergentes. Na edição deste ano, que abrangeu pela primeira vez Portugal, concorreram 701 empresas, das quais 146 portuguesas. Desde a criação do prémio em 2007, em Espanha, já foram atribuídos prémios no valor de 4,3 milhões de euros, dos quais 2,5 milhões de euros em prémios monetários e 1,8 milhões de euros em ações de formação e networking internacional a 289 empresas.